Artigos, Xamanismo: Sabedorias Ancestrais

A Medicina do Grilo: O Salto de Fé no Escuro

Através da medicina dos animais, mais propriamente estudada pelo xamanismo enquanto simbologia arquetípica, podemos compreender muito a respeito de nós mesmos e dos ciclos de nossas vidas. A Natureza e tudo o que faz parte dos seus inúmeros reinos que considero sagrados, está constantemente nos trazendo sinais, respostas e ensinamentos para nossos próprios questionamentos.

Iniciando 2020, trago o significado da Medicina do Grilo, aquela que nos ensina sobre fé, confiança, entrega, ação e coragem diante dos momentos mais desafiadores de nossa jornada, quando precisamos dar aquele passo que só depende de nós e precisa ser assertivo em direção ao objetivo: o salto de fé.

Isso inclui as provas que a vida e nossa alma nos traz quando precisamos encarar de frente e com racionalidade os nossos medos, dúvidas, inseguranças, padrões ou crenças que nos limitam e nos travam justamente naquele instante em que estamos sendo chamados a dar um salto no escuro, um salto de confiança em direção a algo completamente novo para nós. Isso significa confiar com entrega e coragem de que o que nos aguarda já é conhecido pela nossa alma, sem a interferência do controle da mente.

Essa medicina tem tudo para nos trazer aquele impulso para frente, em direção à qualquer projeto que estejamos iniciando agora ou mesmo nos inspirando para um recomeço, uma ressignificação de trajetória. Ela também nos ensina sobre autoconfiança, auto-estima, autoconhecimento e silêncio interior, a fim de sermos capazes de saber a hora certa de saltar no escuro e encontrar o chão logo adiante.

Use e medite sobre esses ensinamentos para recomeçar, ressignificar e renascer, desaprendendo algo velho para aprender ou começar algo novo! Conecte-se com sua alma e seu coração sem pressa, atento(a) ao chamado interno que traz a clareza e a força para agir. Abra-se para receber o novo, salte com fé e confiança, salte alto e seja certeiro(a)! Namaste!

Complementando essas reflexões, transcrevo a seguir o belo texto da autoria de Flávia Esper de Andrade:

“Ninguém pode dar o primeiro passo por você. O primeiro passo é um dos atos mais profundos e solitários de alguém. Mas, é só no primeiro passo que há a solidão, e ela é profundamente necessária.

É na solidão que conseguimos escutar nossa voz interior, saber a verdade do coração e decidir mudar de vida, ir na direção de um sonho, colocar nossa vocação no mundo. Quando damos o primeiro passo, conectados ao nosso coração e à nossa verdade, quando a força para esse passo vem de um chamado interno, tudo se move para que a estrada surja diante dos nossos pés.

Existe um momento de fé, um momento de saltar sem saber se haverá chão ao pisar. A certeza do chão vem da conexão profunda com o coração e o próprio caminho. O grilo salta no escuro, numa distância muito maior do que pode enxergar, mas está tão conectado à sua verdade de grilo, ao seu instinto, ao impulso de exercer aquilo que é, que salta na certeza do chão. É o chão que surge para o pouso seguro. Esta é a medicina do grilo: o salto de fé, a força da conexão com o que realmente somos.

Se nos movemos na direção de ser quem viemos aqui para ser, sempre haverá caminho para o nosso salto. Se estivermos conectados com ser quem realmente somos, com a nossa natureza e verdade, podemos dar nosso passo com confiança, na fé de que, se estamos no nosso caminho, não existe outra possibilidade: a estrada vai aparecer.

Essa é a fé que move montanhas, é a fé da conexão profunda com a verdade de ser quem você é, inteiramente, exercendo seu papel no todo. Cada um de nós tem uma singularidade. Você é único e eu também. E cada um de nós tem um talento, uma sabedoria, uma medicina, uma vocação. Somos como peças de um grande relógio cósmico que precisa de cada engrenagem funcionando no melhor de si. E todas são necessárias.

A vida trava quando não estamos alinhados com nossa verdadeira grandeza, quando desmerecemos quem somos, não damos valor aos nossos talentos, não estamos expressando nossa singularidade, funcionando no melhor de nós. Se negamos a expressão da nossa verdade profunda, negamos a vida dentro de nós.

Se entramos no caminho de nos tornar quem somos e expressar nossa grandeza no mundo, a vida destrava. O que ela quer de nós é coragem! Já dizia Guimarães Rosa: a coragem é a de ser quem somos e assumir nossa grandeza diante do mundo.”

Fonte original do texto de Flávia: A Medicina do Grilo: O grande salto no escuro

Luciane Strähuber – Consultora e Educadora da Terapêutica Integrada

Deixe um comentário com amor!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.