Artigos, Constelação Familiar, Meditações e Decretos, Terapias Integrativas

Decreto de Liberação e Fortalecimento: Ocupe o seu Lugar na Árvore Ancestral Familiar

“Eu estou vivo(a) e aqui vou ficar, pelo tempo que a alma decidir, para o meu propósito realizar. Os vivos precisam de mim. Os mortos estão resolvidos.

Eu vivo no presente e nele me sinto vivo(a). Exercito a virtude do esquecimento e desapego do passado. Exercito a despreocupação com o futuro e foco no presente.

Eu Sou (seu nome), Filho(a) de (nome da mãe) e de (nome do pai), Neto(a) de (nome dos avós maternos) e de (nome dos avós paternos)… Este é o meu lugar na árvore ancestral familiar. 

Neste lugar me fortaleço e recebo tudo que preciso, tudo o que é meu por direito. Neste lugar sou grato(a) por todos os que vieram antes de mim e me permitiram a vida.

Neste lugar me vitalizo e libero tudo o que não é meu. Me libero da necessidade de me sacrificar. Me libero da necessidade de salvar, da ilusão de salvador(a) familiar. Compreendo que o destino de cada um cabe à sua própria alma.

Me libero da necessidade de compensar, dos atos praticados por outros que ficaram no passado e que, à semelhança dos mortos, resolvidos estão, equilibrados pela balança da lei e da justiça divina: um mistério da Criação. 

Me libero da necessidade de lutar, levantar bandeiras e desembainhar espadas. O fim da guerra interior sou eu que determino. Sou a autoridade em meu mundo que é auto-sustentada pela intenção clara e pela verdade essencial de minha alma e consciência. 

Me libero de qualquer sentimento de culpa e penitência perante aqueles que foram excluídos, renegados, incompreendidos, injustiçados e vilipendiados. 

Com respeito, deixo esta culpa e penitência com aquele de direito, no lugar onde elas devem estar, porque juntas ao rio da morte também estão. E se ainda vivas, em trabalho digno podem se transformar; em reconhecimento genuíno, intenção sincera e sentimento verdadeiro integro os excluídos e os dou um lugar no meu coração.  

Assim encontro o meu lugar nessa árvore ancestral familiar. Nela finco profundamente minhas raízes para receber a força, a sabedoria e a vitalidade que são o meu direito de nascimento, o meu merecimento.

Honro a terra e por isso nada me falta. Dela recebo a força e a energia para progredir e prosperar. Junto dela, recebo uma força ainda mais profunda através de todos os que, como eu, foram os buscadores rumo ao desconhecido.

Arte by Montserrat

São os alquimistas da alma, aqueles que procuraram transformar maldições em bênçãos, morte em vida, adubo para a terra. Aqueles que tiveram a coragem de transgredir paradigmas e crenças obsoletas, fazer a travessia do deserto da alma, desaprender algo velho para aprender algo novo. 

Aqueles que, alpinistas da vida, seguiram com coragem, paciência, humildade, harmonia e amor em direção ao inominável, prosperando e progredindo pela paz em benefício de todos, rejeitando as guerras e os campos de batalha.

Neste lugar, único e intransferível, me fortaleço, me vitalizo e vou além. Indo além, encontro-me comigo mesmo(a), com minha consciência, meu centro de poder interior, minha essência e minha alma: a dona do meu destino. 

E indo além, me libero da necessidade de seguir, servir, depender ou sacrificar-me em nome de um Deus ou Deusa familiar.

Me entrego à minha alma com confiança e prontidão. Entrego a ela o leme do barco de minha vida e me libero de qualquer papel, função, carapaça, projeção ou expectativa colocada sobre mim. 

Me libero do papel da vítima, do medo e do caos interior porque as guerras já passaram. Mesmo aquele que ainda deseja a guerra, só terá de mim a paz: minha ausência no campo de batalha. 

Me libero do papel do perpetrador, da necessidade de controlar, dos jogos manipulatórios e emocionais porque ninguém é de ninguém. 

E digo para mim mesmo(a): Eu te permito viver! Eu te permito respirar o ar da Vida! Eu te permito morrer as suas mortes, mas também renascer e florescer!

Eu te permito fortalecer-se no seu verdadeiro lugar! Eu te permito a vitalidade, o progresso, a prosperidade, a autonomia e a independência! 

Eu te permito sair: o ar está puro agora. Você conquistou o seu lugar!”

Por Luciane Strähuber – Educadora da Terapêutica Integrada

(Texto escrito a partir de minha profunda jornada pessoal com as Constelações Familiares Sistêmicas: um grito de Vida!)

Deixe um comentário com amor!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.