Artigos, Terapias Integrativas

Plantas Medicinais: Projeto Universitário ensina e incentiva o uso pela população

O projeto que busca incentivar o uso de plantas medicinais e fitoterápicos nasceu na Universidade Estácio de Sá, uma iniciativa do Campus do município de Petrópolis, no Rio de Janeiro. O objetivo é aproximar a comunidade, os alunos – especialmente os do curso de Farmácia – os prescritores e usuários das plantas medicinais, possibilitando a troca de informação e o incentivo ao seu uso.

Segundo a coordenadora do projeto, Jeane Nogueira, o foco é uma divulgação dinâmica e interativa através da promoção do conteúdo nas mídias sociais e por meio de oficinas. Uma das oficinas foi aplicada na comunidade Quilombo de Tapera, no Vale do Cuiabá, território de amplo conhecimento sobre plantas medicinais e tradicionalidade.

O trabalho de extensão também busca levantar informações junto aos agentes envolvidos para fomentar as mídias com caráter educativo, cultural e científico, disse a coordenadora. Acredita que a internet é o maior repositório de informações disponíveis, proporcionando acesso a um grande número de pessoas e, assim, contribuindo para divulgação e construção da integralidade entre a ciência e a saúde.

O Programa Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos tem o objetivo de garantir à população brasileira o acesso seguro e o uso racional de plantas medicinais e fitoterápicos, promovendo o uso sustentável da biodiversidade, o desenvolvimento da cadeia produtiva e da indústria nacional.

Com isso, propõe a ampliação das opções terapêuticas e a melhoria da atenção à saúde aos usuários do Sistema Único de Saúde no país. Da mesma forma, através dos cursos abertos à comunidade, ofertados gratuitamente nas plataformas virtuais como AVASUS, possibilita que o conhecimento seja igualmente autoinstrutivo aos interessados. > Leia também: Uso de Fitoterápicos e Plantas Medicinais: SUS Disponibiliza Cursos Gratuitos e Online

RECOMENDAÇÕES DE USO

As plantas medicinais e os fitoterápicos são utilizados como complemento ou recurso terapêutico para tratar desequilíbrios e enfermidades. Porém, nem tudo que é natural não faz mal. As plantas apresentam propriedades químicas que podem prejudicar a saúde, causando alergias, intoxicação ou quando combinadas de forma errada com outros medicamentos alopáticos.

Algumas dicas para o seu uso correto são:

  1. Utilize plantas que você conhece. Evite o uso de plantas desconhecidas ou de identidade duvidosa – a não ser que você tenha indicação de um profissional.
  2. Cautela com as informações que circulam na internet. Não confie em qualquer site e evite utilizar livros que não apresentem indicações, contra-indicações, formas de uso e efeitos colaterais.
  3. Antes de utilizar uma planta, deixe-a secar à sombra, colocando um guardanapo ou pano de algodão bem fino sobre ela – sem abafar demais – deixando-a em ambiente arejado por alguns dias, até se tornar quebradiça. Essa ação reduz a possibilidade de formação de mofo e fungos, promovendo um uso mais seguro.
  4. Após a secagem, guarde-as em um vidro fechado e anote o dia da coleta. Plantas armazenadas por muito tempo podem perder seus efeitos terapêuticos.
  5. Ao adquirir uma planta medicinal, observe seu estado de conservação.
  6. Sempre informe ao seu médico ou profissional de saúde se está utilizando algum fitoterápico ou se faz uso de algum produto caseiro à base de plantas.
  7. Cuidado com local de coleta das plantas. Podem estar contaminadas com agrotóxicos, gases poluentes – monóxido de carbono, por exemplo, em plantas de beira de estrada – ou produtos químicos.
  8. Observe e busque informação sobre como você deve usar a planta, se pode ser ingerida ou apenas usada externamente.
  9. Em caso de dúvidas, sempre procure orientação, seja de um profissional que tenha conhecimento ou um farmacêutico.

Fontes complementares: Tribuna de Petrópolis e Diário de Petrópolis

Mais informações com entrevistas, vídeos e textos na página do Facebook: Projeto Fito Floral

Luciane Strähuber – Educadora da Terapêutica Integrada

Deixe um comentário com amor!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.