Artigos, Mensagens Irmãos das Estrelas

Portal Multidimensional: A Ascensão de Sírius e o Ano Novo Planetário

No dia 23 de julho (2018), o crop circle acima foi fotografado em Gurston Ashes, Wiltshire, na Inglaterra. Tendo em vista o período que se sucede, levando em consideração o “dia fora do tempo” – 25 de julho – segundo o calendário Maya, as interpretações para esse evento sugerem a abertura de um portal multidimensional através do alinhamento entre Sirius e nosso Sol, uma porta para um Novo Ciclo que culmina no Ano Novo Planetário.

O povo Maya criou mais de 20 calendários para medir e organizar o tempo, harmonizando os ciclos da natureza, do universo e do homem. Para eles, o que deve ser observado no tempo não é a sua medição e sim as suas qualidades. Cada dia tinha um tipo de energia que se relacionava com a vida, com os homens. Os Mayas acreditavam que o tempo é uma repetição constante de ciclos, com saltos de evolução no final de cada ciclo: o tempo é evolução.

O Calendário Lunar dividia o tempo em 13 luas, portanto o ano tinha 13 meses de 28 dias = 364, e mais um dia adicional que corresponde ao dia 365, chamado de DIA FORA DO TEMPO. Os Mayas determinaram como início do ano solar um evento cósmico que é a ascensão da estrela Sirius em alinhamento com o nosso Sol. Esse evento ocorre no dia 26 de Julho (no calendário gregoriano) de cada ano.

Então, o ano de 13 luas ou 13 meses começa exatamente nessa data, dia 26 de Julho de cada ano, e termina no dia 24 de Julho. O dia 25 de Julho, portanto, não pertence nem a um e nem ao outro ano, é um dia livre, em que se concentra toda a energia para o ano que vai começar.

Nesse dia, os Mayas se preparavam para um novo ciclo. Era um dia para dar menos importância aos assuntos cotidianos, e especialmente positivo para meditar, trabalhar a reconciliação e o perdão, para resolver pendências e dívidas – hoje, especialmente as emocionais que trazem peso ao nosso coração – elevar o estado de consciência, estar em contato com a natureza, sentir-se livre e dedicar-se às artes.

Por essa razão, desde a década de 90 esse dia tem sido comemorado como o Festival da Paz em diferentes culturas. É um dia de purificação energética, de reflexão e preparação para receber a energia do novo ano. Um dia para nos unirmos em pensamento e intenção através do portal do coração; um dia que traz uma poderosa frequência energética através da qual podemos nos direcionar para o que queremos me nosso caminho, em nossas vidas. Se estivermos vivenciando um final de ciclo, é um momento especialmente propício para liberarmos também tudo o que não nos é mais salutar, dando assim espaço para que o novo possa encontrar espaço vazio para entrar em nossas vidas.

SÍRIUS E O ANO NOVO PLANETÁRIO – 26 de Julho/ Por Célia Fenn

E assim, chegam as Portas de um Novo Ciclo e a um Novo Ano Sagrado. O Ano Novo Planetário começa em 26 de julho, após o “Dia Fora do Tempo”, em 25 de julho.

Este é o momento no qual os Portais do Leão se abrem e fazem possível uma Espiral do Tempo mais evoluída para o próximo Ano Sagrado. É essencial manter a sua vibração pessoal alta e clara, liberando amplamente todas as ilusões e focando no Amor e na Harmonia, não permitindo que nada ou qualquer evento o envolva no medo ou na raiva, porque essas emoções o manterão em baixa frequência, impedindo-o de atingir um nível mais elevado de consciência (…)

Após a Queda de Atlântida e a perda de integridade no Antigo Egito, a conexão com os Portais do Leão Sagrado e a energia do Leão Sagrado se perderam. Os humanos foram separados deste conhecimento e as espirais do tempo tornaram-se “Linhas do Tempo”, sendo enclausuradas em ilusão, falsidade e manipulação por parte daqueles com corações sombrios.

Agora, o Alvorecer da Nova Terra dá a oportunidade de reconectar com os Guardiões do Leão Real, criando internamente as Espirais Sagradas do Tempo e da Manifestação em completa Clareza e Integridade. Com a proximidade do Portal Estelar de Leão (8/8), os Guardiões da Luz estão esperando para guiá-los ao longo do portal para níveis superiores de consciência e criação.

Ao honrar o Passado e o Futuro representados pelos Leões Reais do Portal, vocês se concentram intensamente no AGORA como o local da Criação e da Manifestação. Neste período, também será liberada uma Onda de Luz do Grande Sol Central para empoderar esta nova Espiral do Tempo da Criação da Nova Terra. Será a mais brilhante e poderosa Onda de Luz que envolverá a Terra e também será experimentada como Ondas de Transformação e Criação no Ano Sagrado de 2018/19.

Esta Nova Espiral do Tempo lhes dará a oportunidade de criar e manifestar seus sonhos. Muitos de vocês sentiram grandes mudanças neste último ano em seu trabalho, nos seus relacionamentos e na energia interior/dominante. Tudo isso foi um “Soltar” para poder posicioná-los em um novo lugar, de onde agora você pode estar criando seu sonho na Nova Terra.

MOMENTO HISTÓRICO

O final de Julho é comemorado como o Ano Novo Planetário, pois muitas das antigas raças na Terra reconheceram isto como o momento em que um importante Novo Ciclo do Tempo Evolutivo era iniciado. Este período esteve também associado ao que era conhecido como o “Portal de Leão”, o momento histórico em que a constelação de Leão se alinhava ao complexo de Pirâmides, em Giza.

Mas vocês poderiam perguntar: Por que isto é tão importante? O Ano Novo Planetário comemora o momento em que a Estrela Azul Sírius surge no céu da manhã, ao mesmo tempo e em alinhamento próximo ao nosso Sol. É o momento em que a Terra tem Dois “sóis” no céu. Um sol é Dourado e o outro é Azul, em Frequência Energética. Esta conjunção de Estrelas celebra a longa conexão entre a Terra, o seu Sol e o Sistema Estelar de Sírius.

No Egito Antigo, na pós civilização Atlante que surgiu às margens do Nilo, o nascimento heliacal ou helíaco de Sírius – o nascer helíaco ou nascimento heliacal de um corpo celeste é o momento em que este torna-se visível no horizonte, imediatamente antes do nascer do Sol estando suficientemente afastado para que não seja ofuscado pelo brilho dele –  como é conhecido, marcava também o momento em que o Rio Nilo se elevava, devido às chuvas na África Central e inundava as planícies do Egito, de modo que as culturas pudessem ser cultivadas.

A elevação das águas significava o retorno da Abundância e as Bênçãos à terra, e isto estava também associado à Sirius e ao seu nascimento helíaco, no Oriente. Sírius tem sido, há muito tempo, uma luz guia e força na Evolução da Terra. Houveram muitos Mestres Estelares que vieram à Terra para ajudar a Humanidade e eles eram considerados como “deuses”. Estes mestres incluíam os Seres conhecidos como Ísis e Osíris, que trouxeram a arte da agricultura e a aprendizagem às pessoas do Egito Antigo, para ajudá-las a reconstruir o seu mundo após o trauma da catástrofe da Atlântida.

O SOL DOURADO E O SOL AZUL

Os Sirianos trouxeram informações aos Antigos Egípcios que os ajudaram a recordar que eles eram e para onde eles estavam indo. Eles lhes ensinaram os princípios da Ascensão, e estes foram registrados em textos nos papiros e nas paredes das pirâmides e dos templos. Eles nos lembraram de que os nossos corpos são da Terra, mas que as nossas Almas são das Estrelas.

Nos últimos anos, eles também nos lembraram de que tudo é energia e frequência, e que ascender ou elevar a nossa consciência significa que podemos nos alinhar às frequências que estão chegando do Coração Cósmico e do Centro Galáctico, elevando também a frequência de nosso corpo físico, corpos mais sutis e nosso DNA.

Os Sirianos foram os primeiros a nos ensinarem sobre a “Consciência Crística”, que estava incorporada na Luz Dourada do Sol. A Frequência Dourada era a Luz Divina e ela mantinha a energia do Amor Divino e da Compaixão. Quando a Humanidade se abriu para receber mais as transmissões da Luz Divina e os Códigos de Luz que elevariam a consciência, ela recebeu a Luz Dourada e ativou o Corpo de Luz e a consciência Multidimensional.

O Sol Azul era o próprio Sirius, e ele mantinha a Frequência Azul deste Sistema Estelar, também conhecido como a “Estrela Azul”. Esta profunda Luz Azul mantinha os Códigos de uma raça evoluída da Galáxia e da Terra. O nascimento do Sol Azul indicava outro ciclo de Luz, de Amor e de Apoio dos Mestres Sirianos no Caminho da Evolução. Após este evento, aqueles na Terra poderiam esperar grandes bênçãos e abundância em suas vidas.

Por que este ensinamento foi perdido e por que somente há pouco tempo ele está sendo recuperado, à medida que avançamos no processo da Ascensão? No Egito Antigo, os deveres Sagrados dos Mestres foram interrompidos por um sacerdócio corrupto que tinha uma agenda de controle, principalmente através da manipulação das energias sexuais. Desde que o mundo é uma zona de livre arbítrio, a Humanidade continuou em seu caminho e os Mestres Sirianos se retiraram do Egito.

Agora, estamos recebendo a oportunidade de vivermos o processo de integração da Frequência Dourada no processo da Ascensão. E, enquanto o Sol Azul nasce no céu da manhã, somos lembrados de que as ondas do Amor e Bênçãos estão fluindo sobre nós do Sol, de Sirius, do Grande Sol Central, no Centro da Galáxia, e do Sol ou Coração Cósmico.

O Sol Azul representa o Amor e o Apoio de seres evoluídos que encarnaram na Terra, ou que têm norteado a consciência de outras maneiras, a fim de alcançarmos este momento de profunda mudança em que a Terra está pronta para se tornar um Corpo de Luz e uma Estrela Azul e Dourada multidimensional.

O PORTAL DE LEÃO

Após o Ano Novo Planetário, no dia 26 de Julho, há um poderoso Portal ou Vórtice que se abre, o que permite que estes novos Códigos de Luz inundem a Terra. A Constelação de Leão não mais se alinha com o Sol nascente, pois o momento passou. Mas, a energia de Leão, é o que é importante neste vórtice.

O Leão é o Guardião da Frequência da África e, é claro, o Egito é parte da África. O Guardião Espiritual do Portal é o Espírito Animal que guarda a integridade do continente Africano. O Leão também representa o Poder Espiritual, e Yeshua/Jesus era conhecido como o “Leão de Judá”, representante da linha Avatar Siriana na Terra.

Assim, o “Portal de Leão” é este momento em que se abre para permitir os novos Códigos e nova informação que serão o modelo para o próximo ano. O Leão Real fica de guarda na Nova Linha do Tempo. Nos hieróglifos do Egito Antigo, o Portal era representado por dois Leões que se encaravam. Eles eram conhecidos como os Leões do Ontem e do Amanhã e, é claro, foi o “hoje” que veio fluindo através do portal. O “agora” Infinito do momento presente que pode ser experienciado como fluxo, criatividade e bênçãos.

O Portal de Leão se abre no dia 26 de Julho, alcança o seu clímax em 8 de Agosto, e se fecha no dia 12 de Agosto. É neste momento que podem ocorrer muitos términos e novos inícios, que acompanham as correntes de Luz através do Portal de Leão. Procurem não ficar tristes ou chateados se estes forem tempos intensos: assim eles estão destinados a ser. O poder das novas bênçãos está arrastando o que não é mais necessário, de modo que o novo possa ser enraizado, resultando em bênçãos e progresso.

No mundo do Egito Antigo, isto foi claramente visível quando o rio Nilo inundava, arrastando as últimas colheitas dos últimos anos e depositando o rico lodo vermelho que seria o leito para as colheitas das novas estações, que por sua vez alimentariam as pessoas e a terra.

Em nosso tempo, a manifestação pode não ser tão óbvia, mas estamos passando pelo mesmo processo intenso de término e de novos inícios, para um ciclo mais rico e mais abundante à frente.

A ASCENSÃO E OS MESTRES

Agora, enquanto estamos neste processo da Ascensão de nossa consciência para as frequências mais elevadas, mais uma vez estamos sendo assistidos pelos Mestres Sirianos. Porém, desta vez, não estamos em um relacionamento de “deuses” e “sujeitos”. Estamos ascendendo em nosso próprio poder interior, de forma que os Mestres são apenas guias e ajudantes.

À medida que reconhecemos a Chama Divina dentro de nós e incorporamos essas frequências a partir das nossas transformações internas, compreendemos que a Terra “graduou” para outro nível e segue seu processo de ascensão, onde os Mestres Sirianos podem ser consultados como a “Família Estelar” e os “Anciãos das Estrelas”, mas somos nós que devemos conduzir a nossa própria evolução através de nossas intenções, de nosso trabalho interior e de nossas escolhas. Os Mestres estão aqui apenas para nos recordarem de quem somos e nos ajudarem a entrarmos em nosso poder, sendo aqueles que incorporam as Frequências Cristalinas do Arco-Íris, da Nova Terra.

Esta época do Ano Novo Planetário e do Portal de Leão é um tempo ideal para compreendermos esta verdade e entrarmos em nossa Luz e Poder Multidimensional, como Almas desta Nova Terra que incorporam todas as frequências mais elevadas que nos foram concedidas pelos Mestres Estelares e pelos Avatares, para avançarmos em nossa Evolução Espiritual e Física na Terra. Desejamos-lhes Luz, Alegria e Poder ao criar seu novo Caminho de Amor na Realidade Multidimensional desta Nova Terra que também ascensiona.

Fonte complementar: http://www.starchildglobal.com / Mensagens Compiladas de Célia Fenn

Créditos das fotos do Crop Circle: http://cropcircleconnector.com/2018/gurston/groundshots.html

Deixe um comentário com amor!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.