Artigos, Terapias Integrativas

O que é Terapia Holística ou Terapia Integrativa?

Para compreendermos o que é Terapia Holística, precisamos entender o que é terapia. De origem grega, thaerapia significa “servir a Deus”. Se voltarmos no tempo, veremos que para nossos antepassados, a saúde era algo sagrado, preservada e tratada através de substâncias, alimentos, técnicas e rituais dos mais naturais possíveis. Na antiguidade, aqueles que se dedicavam ao seu estudo representavam a casta sacerdotal, conhecimentos estes que segundo a história vieram provenientes do Egito, da China, da Índia, do Tibet, dos Xamãs da América do Norte, dos próprios indígenas do Brasil, entre outras civilizações.

Holístico, outro termo de origem grega derivado da palavra Holos, significa o Todo, o conjunto. Dentro do conceito holístico, as doenças ou os bloqueios não são catalogadas de forma mecânica, mas sim analisadas dentro de um todo, em nível físico, mental, emocional e espiritual. O indivíduo não é apenas o corpo físico e perecível, pois sente, pensa, e tais processos interferem em sua constituição.

A Terapia Holística propõe um novo paradigma de saúde – segundo as obras do criador do termo Pierre Weil – utilizando métodos naturais e vibracionais há muitos milênios, principalmente nas civilizações e povos orientais, inseridas na Medicina Tradicional Chinesa e na Medicina Ayurveda (indiana), por exemplo. Entre as técnicas mais conhecidas de abordagem integrativa temos a acupuntura, o reiki, a homeopatia, a fitoterapia, os florais, a cristalterapia, a cromoterapia, a aromaterapia e aromatologia, a radiestesia e a radiônica, os diferentes tipos de massagem terapêutica, entre outros. 

A Terapia Holística parte de uma abordagem diferenciada e mais dinâmica, procurando as causas do problema ao invés de concentrar-se apenas nos sintomas, tratando a pessoa para equilibrar a saúde e sanar a doença. Busca assim diagnosticar os fatores físicos, emocionais, mentais, espirituais e energéticos que criaram a condição para que a patologia tenha se instalado.

Uma das vantagens desta terapia é a inexistência de padronização dos tratamentos, pois cada indivíduo é único, cada caso possui características próprias e requer aplicações de técnicas específicas, ao contrário do que é feito comumente, em que uma doença é tratada mecanicamente, com tratamentos padronizados que geralmente podem não levar em conta a personalização. Nesse contexto, é importante ressaltar que o tratamento integrado não desmerece a medicina alopática, pois na maioria dos casos é necessário que sejam complementares, assim como o acompanhamento com outros profissionais da área da saúde física, mental/ psíquica.    

Estas concepções holísticas, como mencionadas anteriormente, são milenares e antecederam algumas descobertas recentes da medicina convencional ou ocidental. O papel das emoções e pensamentos na saúde humana, por sua vez, é estudado há pouco tempo na medicina convencional, e hoje já existem inúmeras pesquisas indicando os efeitos terapêuticos do sorriso, do bom humor, da harmonia afetiva, dos pensamentos positivos através da reprogramação mental e da mudança de hábitos, por exemplo.

No oriente, contudo, tais conhecimentos nortearam os últimos 4.000 anos de pesquisas na área da saúde com resultados fantásticos. Já no ocidente, podemos encontrar rudimentos deste modo de ver entre várias civilizações, e também teorias muito refinadas entre povos antigos, como os nativos do Hawaí, que dentro de uma ciência milenar já descreviam processos avançados de Psicologia e Terapia. Alguns dos conhecimentos destes nativos são ensinados nos diferentes tipos de Reiki: Xamânico, Kahuna e Kauna.

Para o terapeuta holístico ou integrativo é de máxima importância conhecer o “paciente”, considerando o fato de que a pessoa a ser tratada tem um tempo específico dentro da terapia de acordo com o seu caso e suas necessidades para, posteriormente, alçar voo com suas próprias asas. Esse processo, do meu ponto de vista, difere de terapias convencionais que mantêm o paciente durante anos em tratamento, uma vez que todo indivíduo tem o seu próprio tempo para despertar e se equilibrar.

Da mesma forma, é importante que o terapeuta conheça seus hábitos, sua vida, alimentação, vida afetiva, pensamentos e sentimentos, aspectos que dizem respeito a sua infância, por exemplo, uma vez que cada informação tem o seu lugar dentro do processo de tratamento que, consequentemente, é realizado em diferentes etapas. As Terapias Holísticas são tanto preventivas quanto reparadoras, visando sempre a qualidade de vida, o desenvolvimento humano e a saúde integral, a mudança de hábitos e de velhos padrões de rotina, de comportamento e pensamento, o despertar da essência e da sabedoria interior, e o retorno aos hábitos saudáveis e naturais.

Deixe um comentário com amor!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.